ADVOCACIA PARA E-COMMERCE

O comércio eletrônico já crescia de forma acelerada antes da pandemia da COVID-19. Com o problema mundial de saúde e o isolamento social esse crescimento se tornou exponencial.

É importante destacar que o consumidor tem toda proteção legal como se estivesse consumindo estabelecimento físico e ainda com disposições me lei que asseguram ao consumidor o direito de arrependimento.

O direito ao arrependimento se perfaz pelo fato de que virtualmente o consumidor não tem como ter contato direto com o produto , confiando tão somente em fotografias que podem ou não refletir a realidade sobre o produto.

Por isso, mesmo consumos no mundo virtual o consumidor deve observar seus direito.